segunda-feira, 28 de março de 2011

Turistas de Curitiba visitam a Rota do Café no Carnaval

Neste Carnaval alguns turistas de Curitiba resolveram deixar o agito da capital paranaense e os embalos das festas no  litoral, para desbravar um pouco das raízes culturais não só do Norte do Paraná, mas também de todo brasileiro...o nosso tão conhecido “ouro verde”!
O tema “Café” é marcado por diversas atrações na Rota do Café do Paraná. Quando ouvimos dizer algo sobre o roteiro logo imaginamos as plantações cafeeiras...os casarões históricos...
Surpresa! A Rota do Café oferece além das belas plantações,  com manejo  e produção de cafés  especiais, muitas outras experiências  aos turistas. Desde o Turismo Rural nas grandes e pequenas propriedades familiares e nas agroindústrias; o Turismo Histórico-Cultural, nas fazendas históricas ou ainda em espaços, monumentos e ícones da cultural regional e brasileira; o Ecoturismo,  com as vivências de contato e interação com a natureza; o Turismo Gastronômico, com o tradicional café na xícara e  também com os pratos elaborados a base de café  e muitas outras delícias...
Neste roteiro é possível aliar o café à cultura, ao entretenimento e lazer. Uma viagem pelo mundo do café através da diversidade de experiências e emoções!
Veja  um pouco do roteiro experimentado pelo grupo de turistas curitibanos no Carnaval 2011 e sinta-se convidado a nos fazer uma visita!

O roteiro foi iniciado pelo Engenho Terra Vermelha, em Assaí, onde se produz  uma cachaça orgânica espetacular e outros derivados da cana de açucar... Há tambpem o cultivo de frutas, mel e outras tantas delícias sem a utilização de produtos químicos. Produtos, espaço e hospitalidade de primeira!

O segundo dia começou com um City Tour pela cidade de Londrina, nossa metrópole regional, que abriga o Museu Histórico Pe. Carlos Weiss, na antiga Estação Ferréa...Lugar de muitas histórias sobre a antiga "Capital do Café"...assim Londrina era conhecida, pela grandiosa produção de café há 40, 50 anos atrás... Além de todo acervo, o Museu possui um lindo jardim formado por cafezais, neste lugar é possível respirar momentos importantes da nossa história!

Seguindo os passos da história, o grupo visitou no período da tarde o Circuito Cultural de Ibiporã, cidade ao lado de Londrina, onde está localizado não só o acervo, mas a casa de artes, residência, os jardins do segundo maior artista sacro do Brasil, Henrique de Aragão, um ícone da arte brasileira. Pelo circuito ainda é possível conhecer outros monumentos importantes de Ibiporã, entre eles está a Igreja Matriz Nossa Senhora da Paz, toda construída com doações de sacas de café, trocadas por materiais de construção....tornando-se símbolo maior da comunidade cafeeira do município. Ao final do circuito nossos visitantes passaram pela loja do Centro do Artesanato, puderam conhecer, apreciar e comprar souvenirs típicos da Rota do Café.

Ao cair da tarde os turistas se prepararam para assistir ao espetáculo musical "Coração do Café", especialmente elaborado para a Rota do Café pela equipe da Fundação Cultural de Ibiporã, entidade referência na formação de muitos artistas e bailarinos brasileiros. Todo o elenco, assim como a direção, produção e trilha musical são de Ibiporã. Graça, competência, dedicação, profissionalismo são marcas desta equipe!

No terceiro dia de roteiro nossos turistas estiveram no Sítio Ecológico Scandolo, uma linda propriedade construída e cuidada pela família Scandolo, além de atividades em meio à natureza o grupo se deliciou com o almoço artesanal, elaborado pelas mãos da Dona Rose....tudo de bom!

 Após o almoço, a Fazenda Palmeira foi o palco de muito conhecimento...Na visita conduzida pela Sra Cornélia, os visitantes puderam conhecer as rotinas de uma verdadeira fazenda produtora de café, de lá, saem cafés especiais de alta qualidade. Guiados pelo encanto dos cafezais ao final da visita o grupo degustou o café de origem norte paranaense junto com os quitutes do "café rural suiço", elaborados ali mesmo na propriedade, hummm...sabor único!

 O roteiro foi finalizado no quarto dia em uma típica propriedade do turismo rural, a Vinícola Casa Muller, onde a família do mesmo nome cultiva muitas frutas...dentre elas morangos e uvas no solo do antigo cafezal da propriedade. Da fruticutura à elaboração de vinhos finos com terroir de café, acreditem, pasmem...isso mesmo, vinho tinto, da uva cabernet souvignon, com um leve sabor de café....Eis mais uma supresa da Rota do Café!

A Rota do Café do Paraná é ÚNICA em sua DIVERSIDADE. Esperamos você para apreciar as maravilhas dos cafezais no interior do Paraná!
quinta-feira, 24 de março de 2011
Dia Nacional do Turismo
Conheça o que Ibiporã tem de bom!

Dia 02 de março é comemorado o dia nacional do Turismo. Para celebrar esta data a Secretaria de Cultura e Turismo os avanços do município na área.
           
            Dia 02 de março é comemorado em todo o Brasil o dia nacional do Turismo e  Ibiporã tem motivos de sobra para comemorar a data, afinal, a Secretaria de Cultura e Turismo tem desenvolvido várias atividades.
            Em pouco mais de três anos de criação a Secretaria já captou cerca de  4,5 milhões de reais em investimentos do governo Federal, que foram destinados para: a construção do Complexo Artístico e Cultural, onde funciona a Secretaria de Cultura e Turismo; reforma da Praça Pio XII; construção da Praça  Eugênio Sperandio; o terreno da Estação Ferroviária de Ibiporã e os recursos para a reforma da estação, além das rotatórias que serão feitas no município.
            Do governo estadual, Ibiporã recebeu cerca de 300 mil reais, que foram destinados à construção do Centro do Artesanato e ao desenvolvimento do projeto de Recuperação e Divulgação da Memória do município de Ibiporã 'Contos a Causos'.          
            Segundo a primeira secretária de Turismo do Município e atual vice-prefeita, Sandra Moya, os recursos foram captados por meio de parcerias. “Nós buscamos e temos buscado cada vez mais recursos para o município de Ibiporã. Temos para isso firmado parcerias com ministros, deputados, secretários de estado e com a administração municipal para alavancar o Turismo. A população não despertou ainda para esta questão do turismo e ela precisa se envolver, precisa comprar a ideia: as pessoas, o comércio, a comunidade religiosa, enfim, todos, pois Ibiporã tem um grande potencial turístico”, assinala.
            A administração municipal investiu também em: treinamento de pessoal para receber os turistas; no Musical 'Coração do Café'; na 1ª Mostra de Turismo do Norte Paranaense; além de aproximadamente 700 mil em contrapartidas.

 Rota do Café     
            Desde 2009 Ibiporã faz parte da Rota do Café, um projeto desenvolvido pelo Sebrae para impulsionar o turismo no norte paranaense e que reúne, hoje, mais de 30 empreendimentos. Ibiporã tem recebido grupos de turistas que vêm ao município   conhecer o Circuito Cultural que engloba: Estação Ferroviária e Praça Eugênio Sperandio; Memorial do Cinquentenário, Museu de Esculturas ao ar livre; Museu Histórico e de Artes de Ibiporã, Igreja Nossa Senhora da Paz, Casa de Artes e Ofício Paulo VI, Cine Teatro Pe. José Zanelli e Centro do Artesanato.
            O espetáculo Musical “Coração do Café” superou as expectativas e tem sido elogiado pela crítica por estar a altura dos grandes espetáculos do circuito Rio e São Paulo. A imprensa local, estadual e nacional tem dado cobertura ao músical devido à sua qualidade técnica, ao ótimo texto e direção e à atuação brilhante dos atores e dançarinos do musical. Desde a estréia, o espetáculo já foi apresentado a 10 grupos de turistas e vários outros grupos estão agendados para este ano.

  Projetos para 2011
            De acordo com o atual Secretário de Cultura e Turismo, Júlio Dutra, em 2011 os projetos para o Turismo englobam:  a implantação do Museu do Café, criação de um museu para abrigar o acervo particular do Artista Plástico, Henrique de Aragão e vários outros projetos. “Este ano a Secretaria de Cultura e Turismo pretende implantar um Plano Turístico Municipal para desenvolver projetos referentes ao turismo. Esse plano turístico será desenvolvido em parceria com o Sebrae; Faculdades de Turismo e Tecnicos especializados. Até o momento Ibiporã tem trabalhado com o Turismo Cultural, agora vamos fomentar também a questão do turismo nas áreas próximas ao rio Tibagi, explorando os potenciais naturais junto aos empreendedores que já estão estabelecidos naquelas áreas e atendendo novos empreendedores”, e acrescenta, “Vamos criar um Museu de Artes que abrigará obras do acervo particular do artista plástico Henrique de Aragão e outras obras que farão parte do acervo permanente do novo espaço”.
            Ainda segundo Dutra é meta para este ano implantar o Museu do Café, onde serão expostos objetos e documentos pertencentes ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) que contam a história do café e do transporte ferroviário. 
 Os trabalhos relacionados ao turismo são recentes, mas os resultados já são visíveis na quantidade de turistas que temos recebido e cada vez mais comunidade, governo e entidades privadas devem unir-se com o objetivo de promover o nome do município mostrando a todos o que Ibiporã tem de bom!”, salienta o secretário.
Matéria de Ana Maria Borges de Alcantara
Jornalista da Secretaria de Cultura e Turismo de Ibiporã
Mtb 8038
sexta-feira, 11 de março de 2011

Comida afetiva, que alegra a alma e aquece o coração!

Assunto do dia: comida, da boa, daquelas que faz a gente voltar à infância, que faz lembrar momentos agradáveis... sensações de bem-estar... com clima da casa da avó...
As receitas familiares e os sabores ligados à infância fazem parte da essência do conceito de comfort food, leia-se comida afetiva, confortante, capaz de alegrar a alma e aquecer o coração!
Associar momentos do passado à alimentação é bastante comum. Normalmente as nossas memórias estão recheadas de situações em que a comida esteve presente, desde os acontecimentos mais rotineiros aos mais marcantes.
A simplicidade e as receitas artesanais são ingredientes essenciais deste tipo de comida que revigora o corpo e restaura as energias, tanto físicas quanto emocionais. Os pratos cremosos, como os risotos, são os exemplos da comida afetiva.

Risotto espresso de lombinho com queijo coalho

As refeições ganham uma versão única, saborosa e temática na Rota do Café!
O café que costumava fazer parte do final das refeições, agora é o ingrediente “estrela” de menus completos. Quer combinação mais surpreendente e ao mesmo tempo inusitada?
O Brasiliano Bar & Cozinha, um dos empreendimentos da Rota do Café, comandado pelo chef Marcelo Camargo elaborou um Menu Degustação a base de café. É uma sequencia de 4 pratos, em que todos levam o café como ingrediente aromatizador, combinando filés, massas, ervas, cogumelos e até uma sobremesa com o xarope de macadâmia....
A idéia de unir o sabor marcante e singular do café às elaborações deste Menu Degustação, se encaixa perfeitamente nesta forma especial de fazer e comer... do um jeito emocional, simples e afetivo da comfort food.


                                                  Penne ao capuccino de funghi secchi
                                    
Tanto o café quanto os pratos salgados integram as pessoas... Ambos, café e comida, são feitos para compartilhar!
O chef Marcelo Camargo compartilhou conosco a receita de uma de suas elaborações, o Penne ao capuccino de funghi secchi.
Aproveite, experimente e compartilhe com quem você ama!


INGREDIENTES
200 g de Penne grano duro
40 g de funghi secchi chileno
700 ml de água
50 ml de vinho branco seco
1 dente de alho picado
1 colher de sopa de azeite de oliva
2 colheres de sopa de manteiga sem sal
4 colheres de sopa de molho branco
4 colheres de sopa de creme de leite fresco
½ xícara de café (de preferência espresso)
Sal
Pimenta do reino moída na hora

PREPARO
Prepare antecipadamente o funghi da seguinte maneira:
- Lave bem o funghi e deixe 20 minutos de molho em  300 ml de água fria.
- Retire o funghi da água e cozinhe em 400 ml de água por 10 minutos com sal a gosto.
- Desligue o fogo, retire o funghi e pique em pequenos pedaços.
- Em uma panela pequena, aqueça o azeite e refogue o alho.
- Acrescente o funghi, refogue por um minuto, acerte o sal, a pimenta e adicione o vinho. Deixe reduzir.
- Adicione a água do cozimento e deixe em fogo brando por 5 minutos. Reserve.

FINALIZAÇÃO
- Cozinhe a massa “al dente” e reserve.
- Em uma frigideira de bom diâmetro derreta a manteiga, misture o funghi com um pouquinho do caldo, acrescente o molho branco e o creme de leite. Mexa bem.
- Ao levantar fervura, coloque o café e em seguida a massa cozida sobre o molho.
- Abaixe o fogo e incorpore rapidamente a massa ao molho.
- Sirva imediatamente. Se preferir,  cubra com parmesão ralado.
Serve 2 pessoas.

Obs.: para o molho branco, use proporções iguais de manteiga e farinha de trigo. Após misturá-las de forma homogênea em fogo brando, adicione leite morno aos poucos batendo com um fuet por pelo menos 8 minutos. A quantidade de leite será o quanto baste para obter a consistência desejada. Ao final, acerte o sal.

Brasiliano Bar & Cozinha
R. Espírito Santo, 655 - Centro
Londrina - PR
Fone: (43) 3322-9211
http://www.brasilianolondrina.com.br/
contato@brasilianolondrina.com.br
terça-feira, 1 de março de 2011

Turistas canadenses na região norte do Paraná

As parcerias entre empreededores da Rota do Café têm rendido bons frutos!
A Terra Nova Turismo, agência de turismo de Londrina e a Vinícola La Dorni, de Bandeirantes, concretizaram uma dessas parcerias logo no início de 2011.
No último dia 26 de janeiro, Bandeirantes recebeu pela primeira vez um grupo de turistas estrangeiros. A delegação composta por 22 paisagistas e arquitetos canadenses vieram ver de perto a beleza do castelo da Vinícola La Dorni que vem despertando interesse por sua arquitetura única e rusticidade. 
Durante a visita, os canadenses puderam conhecer a Cave subterrânea, o pátio superior, muro de arqueiros, torres de vigia e o já consagrado vinho sem álcool, desenvolvido exclusivamente pela La Dorni.
Em uma descontraída e informal degustação de vinhos, puderam saborear as diferentes variedades de vinhos produzidos na Vinícola além de um agradável bate papo com o Sr. José Aparecido Martins, sócio-proprietário e responsável pela construção do castelo.
A Vinícola La Dorni situa-se em Bandeirantes, norte do Paraná, cerca de 90 Km de Londrina. Os horários de visitação são de segunda a sexta, das 09:00 às 18:00 horas e aos sábados das 09:00 ao 12:00. Para maiores informações visite www.ladorni.com.br ou através do fone (43) 3542.4315.

Notícias

Vídeo

Seguidores